Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Ritoca Bomboca

Ritoca Bomboca

26
Nov14

...





Do frio na barriga, as borboletas, o arrepio ao toque. O mundo dá realmente muitas voltas, no meio de uma dessas tivemos a sorte de estarmos na mesma fase, com a mesma vontade, com o mesmo querer.
Esse frio e essas borboletas não duram sempre, já lá vão sete anos, mas são muitas as vezes em que lá volto, em que volto a sentir essas borboletas, esse arrepio. Agora são mais as vezes em que sinto vontade do abraço, do estar ali, apenas encostada, no meu lugar seguro, no teu ombro, junto a ti, porque é a ti que pertence o meu coração, logo, não há lugar no mundo em que me sinta melhor, mais protegida, mais segura. Somos nós, seremos sempre nós, porque o que ninguém sabe, ninguém estraga. Até podemos seguir caminhos separados, algo em que neste momento eu não acredito, porque sinto que nós somos para sempre, mas mesmo que isso aconteça, há momentos que ninguém nos pode tirar!
Lembro-me daquele momento em que percebi, depois do flirt, porque senti ciúmes por ti provocados intencionalmente!
Lembro-me do outro, daquele, em que fizeste algo por nós!
Esse momento perdura até hoje e muitas vezes tenho de voltar até lá, naquelas fases em que me irritas profundamente, em que consegues alterar todo o meu humor, eu volto lá, porque esse sentimento é tão mais reconfortante, tranquilo e apaziguador do qualquer outro que as circunstâncias dessas tuas milhentas actividades me provocam! ?

Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.