Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Ritoca Bomboca

Ritoca Bomboca

20
Out13

...

Encontrar um caderno com dedicatórias do secundário é no mínimo hilariante.
Vá consegui perceber que o meu mau feitio era bem evidente, assim como o orgulho e a impulsividade. Ler a dedicatória do namorado de então foi muito giro, porque realmente foi uma pessoa que marcou essa fase da minha vida, que me magoou muito, mas também me fez muito feliz e acima de tudo crescer, e é uma pena, cruzar-me com ele, quase todos os fins de semana,  como se de um estranho se tratasse.
Há pessoas que ainda permanecem, os amigos da minha vida, o M. estava lá, embora muito mais doidivanas, "Hasta la branca" ??? really?? ahaha
A L. como sempre, a verdadeira amiga, a melhor de todas.
Mas o que mais me doeu foi ler a dedicatória daquele que durante tantos anos foi o meu melhor amigo, como é que alguém que me escreve "adoro-te, idolatro-te ... foste o meu sol, a minha estrela de orientação durante todos estes anos", mudou tanto... como é que alguém que passou todos aqueles anos de mão dada comigo, sempre juntos, alguém que apanhava um táxi para vir ter comigo quando me partiam o coração, alguém que desabafava tudo comigo, com quem eu partilhava a minha vida, alguém que me conhecia melhor do que o meu próprio irmão, alguém com quem eu contava em todos os momentos da minha vida, até naquelas noites em que ia parar a casa de umas tipas que não conhecia ( ai F. que só me metias em esquemas) era ele que me ia buscar, alguém a quem davas chochos como se de um irmão se tratasse, agora simplesmente não fala, simplesmente não quer saber.
Bem sei que há coisas que mudam, que há pessoas que vão, outras que ficam, que os amores terminam, mas sim, os amores terminam, as amizades não, e eu nunca duvidei do sentimento que nos unia, não seria capaz de tamanha monstruosidade, porque só nós os dois sabemos aquilo que já passamos, o que partilhamos, algo que nunca tive com mais ninguém, que algumas pessoas em determinada fase da nossa vida até nem entendiam, porque não eram elas que sentiam.... eu bem sei isso tudo, mas não entendo como pôde ser ele capaz de tamanha injustiça, que simplesmente não queira ficar...

Comentar:

CorretorEmoji

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.