Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Ritoca Bomboca

Ritoca Bomboca

20
Fev13

Gala Aniversário Tvi

  • Marisa Cruz a tentar imitar Gwyneth Paltrow, mas em versão rasca, claro está.
  • Fátima Lopes como sempre vestida por João Rolo, as costas são lindas, o resto nem é carne nem é peixe.
  • Iva Domingues em versão Jessica Rabbit, um pouco vulgar.
  • Leonor Poeiras tem o mesmo defeito que eu, é que em questão de peito sai ao pai, o vestido até é giro, mas o decote ficava mais giro, um pouco mais preenchido.
  • Marina Mota em versão popularucha, com um decote absurdo, a roupa só pode ser da personagem da telenovela, é que essa seria mesma a única desculpa.
  • Fernanda Serrano é mesmo um mulherão, não amo o vestido, mas a cor fica-lhe lindamente, ela é linda!
  • Nunca gostei do FF mas depois de A tua cara não me é estranha, acho que piorou, está com tiques de vedeta nojentinha.
  • O vestido da Cristina Ferreira foi uma desilusão.
  • Adoro a Rita Pereira, nada a fazer, adoro!
  • A fadista Mariza é mesmo qualquer coisa de extraordinário, fresca, leve, solta e com um vozeirão.
  • Os aplausos para José Eduardo Moniz e Manuela Moura Guedes foram realmente sentidos e genuínos, bom momento.
  • CC, Silvia Rizzo e João Paulo Rodrigues gostei....
  • Maria João Bastos demasiado sóbria.
  • Sara Matos com um colar e cor de vestido giros como ela.
  • Alexandra Lencastre teve piada, embora não fossem frases dela mas sim estipuladas, teve piada.
  • Mariana Monteiro parece-me bem, parece-me muito bem!


      20
      Fev13

      ...



      Mini saia calção da Zara, super gira, pena ser cru, comigo ao fim de 5 minutos estava pérola ou mesmo branco sujo. Preço €25,95.

      20
      Fev13

      ...


      Mais uma colposcopia, mais uma biópsia, há coisas que não têm fim, parece aquele chavão das festas populares "mais uma moedinha, mais uma voltinha!"
      20
      Fev13

      Parabéns C.


      Há coisas que nunca mudam, por mais que tente, simplesmente não mudam, a minha burrice é uma delas.
      Ontem estava quase a adormecer quando vi que hoje seria dia 20, nesse momento pensei, "amanhã alguém bem próximo de mim faz anos e não consigo lembrar-me de quem", acabei por adormecer com essa sensação.
      Como o meu sono de tranquilo tem muito pouco, numa das inúmeras vezes em que acordei durante a noite, fez-se luz, quem faz anos hoje é o C.
      Até aí tudo bem, lembrei-me da pessoa, mas o C., como ele disse, deixou de ser meu amigo, logo, por que raio tenho de continuar a lembrar-me do seu aniversário, se ele simplesmente quis deixar de ser meu amigo, ele há coisas que não mudam.
      Conheci o C. no primeiro dia do secundário, depois disso nunca mais o "larguei", até ao dia... o C. não tinha um temperamento fácil, pelo contrário, detestava perder, quando tal acontecia o melhor seria não estarmos no raio de visão dele pois de outra forma tinhamos de aguentar, mas eu gostava, gostava de vê-lo enervado a enrolar a lingua, gostava da espontaneidade dele, da sinceridade, dizia sempre o que pensava, mesmo que isso magoasse e durante muito tempo acreditei que tinha ali um amigo para a vida, gostava da companhia dele, divertia-me, ri muito com o C., também chorei, naqueles dramas em que temos 16 anos e parece que o mundo vai acabar, ele esteve sempre lá, ouvia-me sempre.
      Mas há coisas, que por mais que pareçam que têm um rumo, que será por ali o caminho, na verdade tal não acontece e como tal, quando me separei de determinadas pessoas, quando fui julgada por outras pessoas, quando fui mal criticada, quando simplesmente inventaram coisas em proveito próprio, o C. começou a "fugir-me". Sei que no início ainda tentava estar de um lado e do outro, pelos vistos, não conseguiu.
      Até ao dia em que ouvi da boca de alguém muito próximo, "O C. ontem disse-me eu não sou amigo da R., eu fui amigo da R.".
      Pois bem, meu ex amigo,  desejo-te um feliz aniversário, espero que continues o mesmo, embora tema que não, gostava de poder parabenizar-te pessoalmente, mas perdi esse direito há uns bons anos atrás.
      Não sei o que perdemos, porque dizem-me que mudaste, não sei se fui eu quem perdeu um bom amigo, ou se foste tu quem mais perdeu, acho que ambos, mas a opção foi tua.
      Felicidades!