Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Ritoca Bomboca

Ritoca Bomboca

02
Out13

Caso Maddie

Há uns anos comprei o livro do Gonçalo Amaral, "Maddie a verdade da mentira", mas confesso que a leitura foi um pouco na diagonal. Ontem decidi reler o mesmo e aquilo é realmente muito estranho.
Aliás, voltei a pegar nele porque há uns dias, o caso em apreço voltou a ser notícia, isto porque a Scotland Yard descobriu novas pistas e pretende reabrir o caso.
A Scotland Yard, que costuma intervir em casos semelhantes, que a início estava a ser tratado como um caso de rapto, em 2007 não veio logo para Portugal, o que espantou os investigadores Portugueses, pois estavam à espera de ajuda inglesa e a polícia que veio para o nosso país, era a da área de residência dos pais da pequena Maddie, alegando que em Inglaterra é assim que se processa.
Mas tudo o que Gonçalo Amaral colocou em causa, é realmente motivo para tal, senão vejamos:
- Na noite em que Maddie desapareceu, os pais e os restantes casais amigos, encontravam-se a jantar no restaurante "Tapas", perto do Ocean Club onde estavam hospedados, alegando que de 15 em 15 minutos iam aos apartamentos verificar se os filhos continuavam bem. Eu não sou mãe, mas tenho muitas pessoas à minha volta que são e têm filhos pequenos, e nunca, principalmente fora do local onde vivem, vi esses pais a irem jantar fora, deixando os filhos a dormir nos apartamentos. Podem dizer que os Ingleses são assim, e mimimimi, pois isso faz-me confusão.
- Os casais vieram de férias com os respectivo filhos, e as coitadas das crianças passaram as férias entregues aos cuidados de educadoras, enfiadas na creche, outra coisa que me faz comichão. Então eu algum dia irei de férias com os meus filhos e deixo-os, todos os santos dias, entregues a educadoras?! Para isso, ou vou de férias sozinha, deixando os piquenos entregues aos avós, ou prefiro não ir.
- Depois, na inquirição o pai da Maddie diz que do restaurante conseguia ver a janela do apartamento, o que mais tarde foi verificado pelos inspetores da Judiciária, e do restaurante não tinham boa visibilidade para o apartamento.
- Uma das amigas do casal, alegou que viu um sujeito mal vestido, com uma criança ao colo, sujeito esse que mais ninguém viu.
- Uns alegavam que a janela estava com a persiana toda puxada para cima, outros diziam que estava fechada.
- Os pais de Maddie entregaram os telemóveis sem qualquer chamada no registo, sendo que após o pedido da PJ às operadoras, constataram que os mesmos tinham efectuado chamadas, mas que as apagaram.
- Quando levaram a mãe da Maddie para um reconhecimento, ela mais parecia chateada do que ansiosa.
- Os inspetores foram afastados, sendo que mais tarde o director da PJ veio dizer a público que os inspetores foram precipitados.
- As camas dos irmãos de Maddie encontravam-se sem lençóis, quando os primeiros inspetores se deslocaram ao local.
- A mãe lavou o ursinho que a menina usava sempre...
E agora, após todos estes anos a Polícia Inglesa começa a dar a entender que afinal a nossa PJ, a dos portuguesinhos, afinal tinha alguma razão.
Se isto não é muito mal contado, com muitos conhecimentos e politiquice à mistura, então não sei o que é...

Comentar:

CorretorEmoji

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.