Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Ritoca Bomboca

Ritoca Bomboca

20
Fev13

Parabéns C.


Há coisas que nunca mudam, por mais que tente, simplesmente não mudam, a minha burrice é uma delas.
Ontem estava quase a adormecer quando vi que hoje seria dia 20, nesse momento pensei, "amanhã alguém bem próximo de mim faz anos e não consigo lembrar-me de quem", acabei por adormecer com essa sensação.
Como o meu sono de tranquilo tem muito pouco, numa das inúmeras vezes em que acordei durante a noite, fez-se luz, quem faz anos hoje é o C.
Até aí tudo bem, lembrei-me da pessoa, mas o C., como ele disse, deixou de ser meu amigo, logo, por que raio tenho de continuar a lembrar-me do seu aniversário, se ele simplesmente quis deixar de ser meu amigo, ele há coisas que não mudam.
Conheci o C. no primeiro dia do secundário, depois disso nunca mais o "larguei", até ao dia... o C. não tinha um temperamento fácil, pelo contrário, detestava perder, quando tal acontecia o melhor seria não estarmos no raio de visão dele pois de outra forma tinhamos de aguentar, mas eu gostava, gostava de vê-lo enervado a enrolar a lingua, gostava da espontaneidade dele, da sinceridade, dizia sempre o que pensava, mesmo que isso magoasse e durante muito tempo acreditei que tinha ali um amigo para a vida, gostava da companhia dele, divertia-me, ri muito com o C., também chorei, naqueles dramas em que temos 16 anos e parece que o mundo vai acabar, ele esteve sempre lá, ouvia-me sempre.
Mas há coisas, que por mais que pareçam que têm um rumo, que será por ali o caminho, na verdade tal não acontece e como tal, quando me separei de determinadas pessoas, quando fui julgada por outras pessoas, quando fui mal criticada, quando simplesmente inventaram coisas em proveito próprio, o C. começou a "fugir-me". Sei que no início ainda tentava estar de um lado e do outro, pelos vistos, não conseguiu.
Até ao dia em que ouvi da boca de alguém muito próximo, "O C. ontem disse-me eu não sou amigo da R., eu fui amigo da R.".
Pois bem, meu ex amigo,  desejo-te um feliz aniversário, espero que continues o mesmo, embora tema que não, gostava de poder parabenizar-te pessoalmente, mas perdi esse direito há uns bons anos atrás.
Não sei o que perdemos, porque dizem-me que mudaste, não sei se fui eu quem perdeu um bom amigo, ou se foste tu quem mais perdeu, acho que ambos, mas a opção foi tua.
Felicidades!